Destaques Esporte

Stefani e Matos ganham de virada e vão à final do Aberto da Austrália

ESPORTES – Após 40 anos, uma dupla mista de brasileiros voltará a disputar um título em um Grand Slam no próximo sábado (28), às 5h30 (horário de Brasília). Os autores da façanha são a campinense Luisa Stefani e o gaúcho Rafael Matos, que se classificaram nesta quarta-feira (25) à final do Aberto da Austrália, em Melborune. A parceria se superou para vencer de virada os anfitriões Marc Polmans e Olivia Gadecki por 2 sets a 1 (parciais de 4/6 6/4 11/9). A vaga foi definida depois que os brasileiros, perdendo por 9 a 8 no tie-break, conseguiram salvar um match-point. Na sequência, desferiu uma devolução irretocável e definiu o jogo.

“Jogo duro, com bastante emoção. Tivemos que lutar em cada ponto, tentar achar o caminho. Muito feliz em passar para final, atmosfera incrível jogar na sessão noturna na quadra central Rod Laver. É muito especial. Agora vamos com tudo para a próxima”, destacou Stefani, de 25 anos.

A última vez que um dupla mista totalmente brasileira avançou à final foi 1982, em Roland Garros (França), com Cássio Mota e Cláudia Moreno, que foram vice-campeões.  Em 2016, o país levantou a taça de duplas mistas no Aberto da Austrália com a parceria do mineiro Bruno Soares com a russa Elena Vesnina.

Stefani e Matos estão invictos em Melbourne. Eles decidirão  no sábado (28) o título inédito para o país contra os indianos Sania Mirza e Rohan Bopanna.  Os adversários avançaram à final após derrotarem a norte-americana Desirae Krawczyk e o britânico Neal Skupski por 7/6 (7-5), 6/7 (5-7) e 10-6.

Medalhista olímpica nos Jogos de Tóquio, Stefani vem embalada após faturar no último dia 13 o título de duplas do WTA  500 de Adelaide, último torneio antes do Grand Slam australiano. Atual número 34 do mundo, a campinense já figurou no top 10 do raniking de duplas da WTA. Desde que retornou às quadras em setembro passado – após um ano em recuperação de uma cirurgia no joelho direito – a tenista venceu quatro dos sete torneios que disputou. No ano passado Stefani amealhou os títulos do WTA 250 de Chennai (Índia), WTA 1000 de Guadalajara (México) e WTA 125 de Montevidéu (Uruguai). A brasileira também disputaria o torneio de duplas femininas em Melbourne, ao lado de Caty McNally (Estados Unidos). No entanto, McNally desistiu da competição, poucos minutos antes da estreia, em razão de uma lesão.  

Stefani e Matos Rafael  (29º no masculino de duplas da ATP) iniciaram a parceria este ano, para defender o país no United Cup – competição por equipes, em Brisbane (Austrália) – e somaram duas vitorias. O gaúcho chegou a disputar a primeira rodada das duplas masculinas no Grand Slam australiano ao lado do espanhol David Vega Hernández, mas foi eliminado ao perder a estreia para o monegasco Hugo Nys e o polonês Jan Zielinski.

***Com informações da Agência Brasil

Related posts

UGPE oferece cursos profissionalizantes para moradores do Prosamin

Redação

Polícia Federal deflagra operação contra desvios no FNDE

Redação

Texto que viabiliza piso da enfermagem pode ser votado semana que vem

Redação

Deixe um comentário